quinta-feira, 31 de maio de 2007

AMOR CATIVO




Meus olhos tristes refletem minh’alma aprisionada
Herança de uma paixão cruel e alucinante
Os meus versos têm a marca da saudade
Que não me deixa em paz um só instante.

Retorna meu amor, ouve os lamentos
De um coração tão desprezado
Que sofre com teu esquecimento
E sonha viver sempre ao teu lado.

Estou perdido sem a estrela que me conduz
Os olhos lindos onde mora o azul do mar
Porque tu és da natureza a própria luz
Toda beleza que só o amor pode encontrar.

Vou vagando pela estrada abandonada
Sem um jardim para colorir os meus caminhos
O sol abandonou a minha estrada
Levando as flores e deixando os espinhos.

Envolvo-te em minhas preces comovidas
Relembrando tua voz dizer baixinho
Que serei sempre o amor da tua vida
E eternamente serão meus os teus carinhos.

Sem esperanças vou carregando minha cruz
Na poesia construindo o teu altar
Mesmo carente do esplendor da tua luz
Estás presente no brilho do meu olhar.




* Falcão S.R *





Amor e Razão





Quando regresso no tempo questiono
O que não consigo compreender
Como foi que num mundo risonho
Entreguei meu amor pra você.

Lembro as horas perdidas ao vento
E as mágoas que você deixou
A saudade meu eterno tormento
Solidão que esse amor me legou.

No silêncio das noites tão frias
Ouço as batidas do meu coração
Minha alma tão triste e vazia
Quer do amor entender a razão.

Tanta gente se entrega ao lamento
Por um pouco de ternura e paz
E você foi embora no tempo
Só porque eu te amo demais.

O amor é um sentimento abstrato
Que não tem nenhuma explicação
Por Deus é divino e abençoado
Porém desprezado despedaça o coração.




*Falcão S.R *


ADEUS SAUDADE




Saudade me dê licença
Agora vou te deixar
Cansei de andar pela vida
Com você a acompanhar.

Agora talvez, quem sabe
Você possa compreender
Como é amargo o teu veneno
E o quanto me fizeste sofrer.


Fica aí bem solitária
Prova um pouco a nostalgia
Da tristeza que maltrata
E roubou minha alegria.


Se a dor for tão alucinante
Que não possas sobreviver,
Lamento, mas te asseguro...
Ninguém vai chorar por você.


Adeus saudade matreira
Que se oculta em belos sonhos
Nos conduzindo a paixão...
E depois ao abandono.


Não adianta me seguires
Pois não podes me alcançar
Vou para o reino do amor
Onde não podes entrar.





*Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

ADEUS AMOR








Passei a vida buscando te encontrar
E me contive diante tua presença
Desejo louco de poder te amar
Mesmo amargando tua indiferença.

Mulher mistério , enigmática, proibida
Que atropela sonhos e esperanças
Pesadelo dessa e outras vidas
Que almejei com ternura de criança.

Os dias vão passando lentamente
Me libertando de desejos reprimidos
E já sem medo de sofrer sigo em frente
Do meu amor por ti me despedindo.

Triste mulher de coração encarcerado
Que descrente foge da paixão alucinada
E vê no no amor um triste e vil pecado
Como é sombrio o porvir de tua estrada.

Percebo agora o quanto me enganei
Ao te ofertar um amor tão verdadeiro
O que melhor que em mim havia te doei
Pobre palhaço do teu circo e picadeiro.

E diante de novos horizontes
Que cego de amor não percebia
Vejo agora como fui tolo e delirante
Ao me entregar a quem não merecia.

Adeus mulher vazia e amargurada
Maior engano de um poeta sonhador
És de minha vida uma pagina virada
O ocaso de um sublime e grande amor.





* Falcão S.R *

www.luzdaPoesia.Com










quarta-feira, 30 de maio de 2007

AMOR AO LUAR







A noite é linda, espero te encontrar
Pelas estradas prateadas de luar
Vendo as estrelas que reluzem me guiando
Em cada verso de amor vou te exaltando

Sob os acordes do meu sonoro violão
Rompo o silencio ao som de uma bela canção
Fico esperando que surjas no portão
Para te entregar a chave do meu coração

A melodia pelo ar vai ecoando
Os amantes nas janelas suspirando
Fascinados por minha inspiração
E os lindos versos que existem na canção

No teu recato, da paixão queres fugir
Mas a ternura ninguém pode resistir
No lirismo que tua alma encantou
Abre teus braços e recebes meu amor

Beijo teus lábios sob o céu iluminado
Ouvindo aplausos de casais apaixonados
Momentos lindos que jamais esquecerei
Numa seresta teu amor eu conquistei.





* Falcão S.R *














A JANELA E O MAR






Quando surge a noite amiga e o céu muda de cor
Sinto que a vida é mais bela, quando se tem um amor
Abro então minha janela que fica de frente para o mar
Respiro o perfume da noite e deixo entrar o luar.

Esqueço toda tristeza, que um dia alguém me deixou
De sonhos e falsas promessas que o tempo e o vento levou
Ao longe um farol ilumina os barcos a navegar
Raios de luz vão beijando as claras espumas do mar.

As ondas envolvem os rochedos com fúria de uma paixão
apagam as marcas da areia, seus castelos e ilusão
Meu olhar entristecido se perde na amplidão
Sinto o perfume da noite e acalmo o coração.

O vento sopra mansinho acariciando as dunas ao luar
Dourados dançam um bailado querendo me encantar.
Vejo o céu tão límpido que penso em estrelas alcançar
Navios levam lembranças deixando a saudade ficar.

A noite passa depressa fazendo promessa de logo voltar
Estrelas se despedindo, a lua sorrindo, o sol vai chegar.
Novo cenário surgindo, o azul do infinito se espelha no mar
Natureza tão bela, que da minha janela, não canso de amar.





* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

domingo, 27 de maio de 2007

QUANDO JUNHO ACONTECE







Um clima romântico paira no ar
Casais apaixonados trocam juras de amor
O dia dos namorados está prestes a chegar
A luz da poesia ilumina e inspira a compor
Nem que seja uma frase para homenagear
A quem nos envolve em ternura e calor.

Corações angustiados, ansiosos e carentes
Temendo um futuro sombrio e tristonho
Revezam-se em igrejas lotadas de crentes
Fazendo simpatias e súplicas ao bom Sto. Antonio
Para que lhes conceda urgente um feliz matrimônio.

Depois passa o tempo e nada acontece
As noites são tão frias que gelam o coração
A desilusão maltrata, mas a fé permanece...
E vão em busca de ajuda do querido São João.

O céu está cravejado de estrelas à luz do luar
A solidão é tão frustrante que perturba a razão
Em romaria partem para a igreja quase a chorar
Rogando a São Pedro que lhes dê a chave de um coração.

Fechando o ciclo de festas juninas e atos de fé
Só resta rogar a Sant'Ana para lhes confortar
Pois só ela sabe compreender como sofre quem quer
Conquistar um amor e jamais encontrar.




* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

Minha Bela Professora



Minha professora de sonhos
Que vem das bandas do sul,
Só eu sei quanto te amo,
Meu eterno sonho azul.

Imagino-te pura e bela
Levitando em poesia,
Queria ter-te em meus braços
Dia e noite, noite e dia.

Adoro-te linda mulher
Que incendeia minhas artérias
Meu tesouro, bem-me-quer,
Meu jardim na primavera.

Recebe, pois os meus beijos...
E perdoa meus desejos,
Por mais que eu queira ocultar,
Eu só penso em te amar.





* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com





CENTELHAS



Quando se unem as centelhas
Do nosso amor proibido
A nossa alma incendeia
Nada no mundo é mais lindo.

Ao sentir nos meus braços
Teus mais frementes desejos
Logo desfaço tuas vestes
Cubro teus lábios de beijos.

Cada minuto que passa
De nossa ardente paixão
Sinto que somos duas partes
Unidas em um só coração.

Uma mistura de olores
Vai se espalhando no ar
Com o perfume das flores
Que nosso amor faz gerar.

O som de uma orquestra divina
Tal qual o mais belo luar
Executa a melodia mais linda
Que viu nosso amor começar.

O nosso amor é tão lindo
Que me faz enlouquecer
E ao ouvir os teus gemidos
Quase morro de prazer.






* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com






CERTEZA




Amor me perco em teus braços,
é sempre assim, não tem jeito !
Longe de ti, nada sou,
perto de ti sou perfeito.

Sou como ave sem rumo,
atravessando o infinito,
em busca de teu amor
que de todos é o mais bonito.

Perto de ti sou verdade,
sou flores da primavera,
longe de ti sou saudade
só pesadelos , quimeras.

Perto de ti sou certeza
de um mundo de luz e paz,
longe de ti sou o medo,
de não ver-te nunca mais.

Perto de ti sou ternura,
um mar azul e sereno,
longe de ti sou um náufrago,
em meu mundo tão pequeno.

Perto de ti sou ventura,
universo de esplendor e alegria,
longe de ti sou amargura,
solidão , tristeza e melancolia.

Perto de ti me ilumino,
a luz de teu lindo olhar,
longe de ti só me resta,
a certeza de te amar.



* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com





MEU NOME É SAUDADE




Olá! eu sou a saudade...
que bom poder te encontrar,
quero um pouco da bondade
que existe em teu meigo olhar.

Moro num coração
que bate desesperado,
por ter perdido a razão
querendo estar ao teu lado.

Vivo num vale de lágrimas
que não consigo entender,
tanta emoção que lhe cabe
por não poder te esquecer.

Passo noites em vigília,
tristeza me sufocando,
nunca vi tanta agonia,
no amor que vai te buscando.

Vejo um nostálgico poema nascer
de um coração tão carente,
que luta para não perecer
pensando em ti tão somente.

Ao te ver assim tão bela
posso enfim, compreender,
essa luz que te ilumina
ninguém pode esquecer.

E eu que era saudade
já nem sei mais o que sou...
pois perdi a identidade,
ao conhecer um imenso amor.





* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

sábado, 26 de maio de 2007

NOITE



Noite, permita-me por um só momento
Encontrar no sono o esquecimento
Do amor que busquei como um lamento
Sendo minha cruz, calvário e tormento.

Testemunha ocular da desventura
E reflexões de minh'alma apaixonada
Desvenda o véu da tristeza e amargura
Faz brilhar o sol do amor na minha estrada.

Acalenta-me em teu silêncio
Envolve-me em paz celestial
Afasta de mim as más lembranças
Faz-me crer que o amor é imortal.

Noite de meus dias sem manhãs
Nostalgia que entorpece os sentidos
Faz renascer em meu coração a fé cristã
Onde o amor é muito mais que um sonho lindo.

Oculta por um instante à realidade
Faz-me sonhador mais uma vez
Crendo que o amor conquista de verdade
Até mesmo um coração sem sensatez.

Quero apenas um pouco de reciprocidade
Da ternura que tanto ofertei
Pois sei que com a mesma intensidade
Ninguém poderá amar com eu amei.




* Falcão S.R *

Amor e Delírio














A noite vai passando lentamente
Na janela vejo os clarões da tempestade
O aroma de teu perfume paira no ar
Só o que me resta é a solidão e a saudade.

Não sei com quem andas ou onde estais
E nem mesmo se voltarei a te encontrar
Porém, tenho certeza de que te quero sempre mais
E em vigília passo as noites por te amar.

Em meu leito vejo marcas de teu corpo
E acaricio o calor da chama ardente
Num desvario de paixão e quase louco
Beijo o travesseiro onde repousastes mansamente.

A chuva cai como as lágrimas de m'alma
Sinto o frio do tédio e silêncio
Busco em uma prece minha paz tão rara
E quanto mais rezo, mais em ti eu penso.

E de repente não sinto o pulsar de meu coração
Confuso já nem sei mais como na vida prosseguir
Porem, na força do amor retomo a razão
E me dou conta que o levastes ao partir.





* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com













Mundo Virtual





A noite fria em silêncio vai passando
e às vezes penso que o mundo parou,
mesmo estático sou marujo navegando,
num mar de sonhos que o homem inventou.

Vejo retratos de tão belos coloridos,
que com carinho alguém me enviou,
mas que me lembram um campo florido,
onde a saudade é mais forte que o amor.

Jamais pensei que pudesse conquistar
amigos em tamanha profusão,
sem ter ao menos um para abraçar,
e aquecer no calor da minha afeição.

Sonho com um vale onde pudesse reunir,
todos aqueles cuja amizade conquistei,
onde a tristeza não pudesse existir,
um paraíso que em preces edifiquei.

Mas a realidade é cruel e torturante,
e vou seguindo em frente a tela de ilusão,
tal qual nuvem que se perde no horizonte,
transformo em versos o que restou da solidão.

Mesmo sem a linguagem rebuscada,
e o lirismo que o poeta consagrou,
vou deixando meus poemas na estrada,
porque até criança entende o que é amor.

Ainda que não exista ressonância,
do melhor que tive e doei,
aonde for levarei comigo a lembrança,
das amizades que jamais esquecerei.

Ignorando prepotência e desamor,
vou construindo um santuário de afeição,
pois aprendi que perante o Criador,
além de amigos...somos todos irmãos!.





* Falcão S.R *




Pecados Capitais





Quando estás em meu leito, enlouqueço
pela beleza dos teus dotes naturais;
vou virando a vida pelo avesso,
transgredindo os pecados capitais.

Tenho gula voraz e incessante
de teus lábios ardentes beijar,
entrando em transe delirante,
buscando os desejos saciar.

Sou avarento, confesso,
querendo que teus carinhos sejam meus,
sem com ninguém desse imenso universo,
dividir um único sorriso teu.

Sinto ira do inexorável tempo,
que não para de correr,
levando nossos momentos,
deixando a saudade em meu viver.

Da luxúria sou escravo,
sem preconceito ou razão;
no teu calor me embriago,
na mais fremente paixão.

O orgulho me invade quando sinto,
o auge do prazer alucinante,
no silêncio da noite teus gemidos,
corações que batem forte, ofegantes.

Na preguiça que domina meu cansaço,
de ter que levantar pra trabalhar,
vejo-te novamente envolta nos meus braços,
esperançoso que não permitas te deixar.

Numa ducha fria me refaço,
o dever me chama, preciso ir,
adormeces vencida pelo cansaço,
com ciúme de teus sonhos, tenho que partir.



* Falcão S.R. *

www.LuzdaPoesia.Com

QUEM SABE...


Quando o crepúsculo da vida me alcançar
O tempo me apagara da tua lembrança
Porem, os versos que escrevi irão ficar
Em corações nos quais plantei a esperança.

Quem sabe até sintas saudades
Do meu jeito romântico de ser
Ao ver que o amor que tanto desprezastes
Era a luz que iluminava teu viver.

Em vão buscaras por novas poesias
De teu poeta romântico e sonhador
Que massageava teu ego com alegrias
Te envolvendo em ternura e muito amor.

Talvez ouças confidências entristecidas
De quem me amou sem contudo declarar
Gente sensível por meus versos seduzidas
Que adorariam terem ocupado o teu lugar.




* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com







DESEJOS




Solta forte teus gemidos
Libera tua paixão
Grita que és minha fêmea
E que sou teu alazão

Deixa meu corpo moreno
Ser uno em um forte amplexo
Queimando em teu fogo ardente
Perdido em luxúria e sexo

Mostra teu corpo atrevido
Sem preconceitos ou pudores
Faz do amor um sonho lindo
Sem hipocrisia ou temores

Revela teu ser mulher
Deixa fluir teus reprimidos desejos
Prova que muito me quer
Me sufoca com teus beijos

Marca com fúria minha boca
De êxtase, amor e sofreguidão
Faz valer a ansia louca
Em saber que és de fato mulher
E não mera ilusão.


* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com




Quando o dia amanhece





O dia amanhece tão lindo,
acordo sorrindo com cheiro de mar,
vejo ao meu lado teu rosto divino,
em teus lábios um sorriso para me encantar.

Tua voz soa bem de mansinho.
que chego mais perto querendo escutar,
tuas juras de amor e carinho,
e novas promessas de pra sempre me amar.

Teus olhos são raios de luz,
mais lindos que estrelas a cintilar,
és a paz que minha vida conduz,
a fada adorada que não canso de amar.

Beijo enternecido tua fronte serena,
teu queixo aveludado como pétala de flor,
depois cada face de teu rosto de pele morena,
tal qual uma benção em beijos de amor.

Abraço teu corpo divino com suave jeitinho,
porque és muito mais que meu bem,
acaricio teus cabelos com muito carinho,
beijo tua boca rosada dizendo...Amém!.




* Falcão S.R *



sexta-feira, 25 de maio de 2007

Se eu Pudesse...





Se eu pudesse,iria
às estrelas reivindicar
a luz que nelas existe,
que com certeza levaram
do brilho do teu olhar.

Para a lua, pediria,
que não tardasse a devolver
toda beleza e magia,
que faz da vida poesia,
nesse teu jeito de ser.

Ao sol então eu diria
para nunca mais invejar
o dourado dos teus cabelos
e o lindo rastro de luz,
que sigo ao te ver passar.

Para o belo firmamento
que transforma o mar em paraíso,
quero a paz e encantamento,
que pertencem ao teu sorriso.

Ao céu de tão belo fulgor,
nas noites ou alvorecer,
confessaria que meu amor
e minha razão de viver,
para tudo que é belo e divino,
não fica nada a dever.



* Falcão S.R*

Mulher Poesia




Eu amo tanto este teu rosto iluminado
E as poesias que a inspiração te concedeu
Que fascinado vejo um mundo encantado
Onde a tristeza finalmente pereceu.

Quanto lirismo quando falas do luar
E das estrelas cintilando no céu iluminado
Que levo nas mãos meu coração para te entregar
E minha alma de eterno apaixonado.

Nos teus poemas o amanhecer é mais bonito
E a vida é um lindo manto de luz
O sol parece que não está no infinito
Mas em teus versos que tanto me seduz.

Os passarinhos vêm cantar em tuas mãos
Nuvens claras passam, teu nome escrevendo
Vale de flores se estendem na amplidão
E tua ternura corações vai envolvendo.

O mar sereno quer os teus pés beijar
Belas canções tua beleza exaltar
Lindas cascatas o teu corpo abençoar
E a primavera não te quer abandonar.

Porque tu és a poesia em movimento
A mensageira da paz que o Senhor nos ofertou
Tens o poder de mudar os sentimentos
Transformando a nostalgia em alegria e amor.

Mulher poesia, nesses versos minha homenagem
Mesmo sem o brilhantismo de tua inspiração
Porém fiel a tua sublime realidade
Frutos da alma e do meu simples coração.





*Falcão SR *

www.LuzdaPoesia.Com






RETRATO




Ao ver teu retrato em minha tela colorida
Teu sorriso nunca mais puder esquecer

Entreguei-te sem perceber a minha vida
Não descanso enquanto não puder te ver

Vou caminhando perdido em minha estrada
Tal qual um menino sem saber o que fazer
Levo comigo minha alma apaixonada
Um sonho louco que não posso entender

No meu delírio sinto o teu perfume
Um sentimento que não consigo evitar
No desespero quase morro de ciúmes
Quando penso que muitos estão a te fitar

Amor é um sentimento que invade o coração
Nos envolvendo na tristeza da saudade
Ou num lamento que nos tira a razão
E a amargura que nos conduz a solidão

Nos meus sonhos desvairados te suplico
Amor sai do retrato, vem para os meus braços
Que te prometo que teus dias serão lindos
E as noites tão belas quanto teu iluminado sorriso.



* Falcão S.R *

FEITIÇO




Tal qual a lua você vem e some
E fico louco querendo encontrar
O mesmo brilho que já está tão longe
Em olhos que vejo e não consigo amar.

Triste e vago pela vida vou seguindo
Em companhia da saudade e solidão
Vendo que o céu que outrora foi tão lindo
Hoje é apenas nostalgia e escuridão.

O tempo passa serenando a amargura
E a tristeza de estar longe de você
Restaurando o que restou da desventura
Vou renovando a vontade de viver.

Novamente você ressurge reluzente
Como a lua prateada a iluminar
E te entrego meu amor literalmente
Porque nasceste só para me enfeitiçar.



* Falcão S.R *

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Uma Noite na Web






A madrugada vai passando lentamente
Sigo em frente à tela do monitor
Fico esperando que apareça finalmente
Os lindos versos escritos por meu amor.

Entediado navego em salas virtuais
Nas entrelinhas vejo muita ilusão
Onde a tristeza parece que é demais
Muitos sorrisos dissimulam a solidão.

Abro e-mails de uma caixa colorida
Grupo de amigos que jamais conhecerei
Sinto saudades do melhor da minha vida
Realidade de um passado que amei.

Navego em sites que exploram sentimentos
Nostalgia que rouba o sono reparador
Mensagens que prometem esquecimento
O novo encontro de um eterno amor.

Recebo então uma mensagem instantânea
Tão resumida que nem da para entender
Mais um detalhe numa noite tão estranha
De gente triste que não para de sofrer.

Ouço pássaros anunciando um novo dia
Faço uma prece para todos iluminar
Desligo a máquina de ilusão e fantasia
Com meu amor agora vou sonhar.



*Falcão S.R*


ALMA VADIA




Vou procurando em outros
lábios os beijos que foram teus,
sempre seguindo teus passos,
já nem sei mais quem sou eu.

Teu meigo olhar tão brilhante
troquei por um mar de ilusão,
hoje nada mais sou que ficante,
sofrendo a angústia da solidão.

Passando de mão em mão
tal qual um frio troféu,
bebo até perder a razão
em luzes negras de motel.

Então me jogo em outros braços
sem me importar com pudor,
pois já não sei o que faço...
para te esquecer, meu amor! .

A noite passa tão depressa
que nem posso perceber,
ouvindo falsas promessas
de quem só quero esquecer.

A dor que tua ausência causou
destruiu meus sonhos e alegria,
não mais mereço teu amor,
sou alma insensata e vadia.

Só muito tarde aprendi
que era melhor te esperar,
e o amor que sinto por ti...
nem o tempo pode apagar.




* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com




LÁGRIMAS DE UM POETA




Naquela noite de tristeza e sofrimento
Ouvi palavras que nem quero recordar
Até o vento lamentava meu tormento
E densas nuvens ocultavam o luar.

Os lindos versos de amor que te ofertei
No teu desvario espalhaste pelo chão
Despetalando todas flores que te dei
Vi em teus olhos só rancor e ingratidão.

Quis explicar-te mas sequer tu me ouvias
Que sou apenas um romântico sonhador
Tudo que é belo transformo em poesias
Porque minh'alma se alimenta de amor.

Em teus ciúmes não existe fundamento
Nem razão para que possas te torturar
Por isso aceito teu adeus nesse momento
Mas a poesia jamais irei abandonar.

Ela é a paz sublimada em santidade
E o lirismo que não podes compreender
Porque não queres entender a realidade
Que ela é a luz que ilumina meu viver.

Na natureza onde encontro inspiração
Vejo o artista contemplando o infinito
Tendo nos olhos muito amor e emoção
Retrata em telas o que existe de mais lindo.

Essa é a verdade que em vão quis te falar
Naquela noite que tão triste até chorei
Quando a saudade for enfim te procurar
Leia esses versos para saber como te amei.




* Falcão S.R *

AO SOM DE BOLERO





Da orquestra eu espero
que execute um bolero
para teu corpo envolver,
dançando bem coladinho
com muito amor e carinho
sentindo o sangue ferver.

No decote ousado
teus botões rosados
irão me enlouquecer...
e ao sentir meu vigor
elevar teu calor
vou delirar de prazer.

A música segue rolando
o desejo aumentando
quero te possuir...
com o coração disparado
beijar teus lábios molhados
porque não dá para resistir.

Em teus cabelos ondulados
com perfume de pecado
vou me embriagar...
agora o que mais quero
é um pout-pourri de bolero
sem ver a noite passar.

Raios de sol aparecem
um novo dia amanhece
o baile vai terminar,
revelo-te então o que restou
de um lindo sonho de amor...
no silêncio de um olhar.



* Falcão SR*




MINHA AMANTE





Quando vejo letrinhas coloridas
Brilhando no monitor
Mensagens de paz inseridas
Iluminando minha vida com amor.

Sinto um gosto amargo de saudade
De pessoas iluminadas que encontrei
Mas que na cruel realidade
Por certo jamais às verei.

Esse é o mundo mágico dos novos tempos
Que nos leva a interagir rapidamente
Partilhando os bons e maus momentos
Solidariedade que eleva a alma da gente.

Quantas vezes me perguntam sutilmente
Quem é tua musa, poeta sonhador?
Hoje respondo finalmente...
Ela é o fruto da amizade e amor.


* Falcão S.R *

http://www.luzdapoesia.com/













Luz da Poesia



Quero encontrar a fonte miraculosa
imantada pelos deuses da magia,
beber da água cristalina e radiosa
e fazer de sonhos lindas poesias.

Conhecer o vale onde reina o amor
soberano sobre a dor e desesperança,
ver o lirismo que existe em cada flor,
ser sincero como o sorriso de criança.

Aprender com os pássaros a sinfonia
que anuncia um novo alvorecer,
agradecer ao azul do céu a paz que irradia,
e o sol sublime que ilumina meu viver.

Ir ao encontro da morada das estrelas,
para ver de perto os encantos do luar,
viajar em brancas nuvens passageiras
contemplando as florestas e o imenso mar.

Sonhar com a humanidade caminhando
irmanada na mais terna harmonia,
de mãos dadas pelas ruas festejando,
sintonizadas com a...Luz da Poesia.



* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com



























quarta-feira, 23 de maio de 2007

ESPELHO






Espelho que sabe os segredos
Dos meus cabelos prateados
As frustrações da minha vida
Lindos sonhos não realizados.

Tudo que tento esquecer
Só tu me fazes relembrar
Tristeza que tive ao te ver
Pranto que me viste derramar.

Rugas que marcaram meu rosto
Frutos dos desenganos sofridos
Amarguras, decepções, desgostos
Do que julguei ser tão lindo.

Tu conheces minha história
Minhas efêmeras alegrias
E posso entender agora
Que ao te fitar, na realidade,
Era só tu que me vias.


*Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com



TEU VERDE OLHAR




Esses teus olhos tristonhos
Com ternura de fada
Têm o verde das florestas
E o brilho das esmeraldas

Neles viajo no tempo
A um mundo alegre e distante
Onde o amor é eterno
Na linha do horizonte

E nas veredas da vida
Que sigo a caminhar
Levo comigo a saudade
Do verde do teu olhar

Nos jardins tão iluminados
Da primavera a sorrir
Penso em teus olhos encantados
E até esqueço de mim

Quando o tempo e a distância
Teima em querer te afastar
Vejo teus olhos bem perto
Nas ondas verdes do mar

Ao entregar-me aos sonhos
E a esperança de te encontrar
Lembro-me que eles têm a cor
E o verde do teu lindo olhar

Rendo-me então aos teus encantos
Não adianta querer olvidar
Porque aonde eu for com certeza
Teus olhos vão me acompanhar.




* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com



TEU SORRISO



As pérolas que iluminam teu sorriso
tão lindo que não dá para descrever,
são portas do eterno paraíso,
ternura que amei sem perceber.

O destino separou nossos caminhos,
nunca mais teu rumo encontrei,
mas em meus sonhos recordo teu carinho,
e o carisma que jamais esquecerei.

Lembranças de tardes tão bonitas,
em que passavas colorindo o jardim,
levando paz a almas doloridas,
e ao me ver, sorrias para mim.

Se eu pudesse percorrer todo o planeta
certamente iria te encontrar,
pois teu sorriso brilha mais que um cometa,
e as estrelas em noites claras de luar.

Magia que encanta a natureza,
anjo divino, luz e resplendor,
fada madrinha, essência da beleza,
raios de sol, poesia, meu amor.


* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

terça-feira, 22 de maio de 2007

ROSAS DE MAIO





Veja meu amor
como o céu está lindo
e a chuva parou...
O sol está sorrindo
para as rosas de maio
que você plantou.


Um jardim florido
todo colorido
cheio de emoção,
rosas tão formosas
com toda ternura
do teu coração.


É o mês de Maria
reina a alegria
no teu meigo olhar,
pássaros cantando
e toda natureza
quer te exaltar.


Eu que te amo tanto
quero agradecer
as rosas graciosas
que fazem tão feliz
todo teu viver.


Dá-me tuas mãos
e vem contemplar
esse paraíso,
porque o nosso amor
todo céu azul
quer abençoar.


É tanta harmonia
que para poesia
sobra inspiração,
e até o vento
vem beijar as flores
com muita emoção.


Tem tanta magia
e lindo esplendor
que belas fadas,
deixam os seus reinos
para verem de perto
como é lindo o amor.


São rosas de maio
que nos faz lembrar
casais apaixonados
sendo consagrados
junto ao pés do altar.


* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com

Meu Amor é Assim






Sou rio tenso que não pára de correr,
buscando paz no azul do imenso mar;
tú és o sol que ilumina meu viver,
fada sublime que não canso de exaltar.

Tens a magia de floresta encantada,
musa adorada da minha inspiração,
estrela guia que norteia minha estrada,
linda princesa, meu amor, minha paixão.

Do meu jardim és a flor mais graciosa,
rosa formosa de beleza sem igual,
tu és a lua exuberante e majestosa,
céu estrelado, radioso, divinal.

Tua meiga voz é ressonânte melodia,
suave ternura que não cabe explicar;
lindos acordes de sublime sinfonia,
maravilha que me fascina ao escutar.

Teu caminhar é como anjo levitando
que observo com muita emoção;
tens a leveza de pássaros voando,
que faz minh'alma vibrar em inspiração.

Teu coração é natureza em primavera,
Cinderela que em sonhos procurei.
És a pureza da poesia mais singela,
lindo sorriso que jamais esquecerei.

Quando eu for para um mundo distante,
lei da vida que não posso contestar,
enxugue o pranto da saudade confiante,
que meu amor sempre irá te acompanhar.


* Falcão S.R *

www.LuzdaPoesia.Com



TEUS ENCANTOS


A noite passa, o silêncio me apavora
espero a hora do teu corpo me aquecer,
saudade que aos poucos me devora
teus encantos que não posso esquecer.

Teu lindo sorriso na tela emoldurada
que apaixonado pintei com emoção,
é testemunha dessa dor desesperada
que me consome de tristeza e solidão.

Vou delirando em sonhos e esperança
mesmo sabendo que nunca vais voltar,
vivendo do passado e lembranças,
amor que nem o tempo pode apagar.

É tão sincero o meu sentimento
que cultivo flores para te ofertar,
rosas regadas por lágrimas e tormento
que nem em sonhos podes encontrar.

Raios de sol iluminam minha janela
pássaros alegres vem me recompor,
lembrando-me que a vida é tão bela
que não mereço morrer por teu amor.

Vou viajando ao sabor do vento
vendo o céu tão lindo e o azul do mar,
me iludindo busco o esquecimento
do amor que tenho para te entregar.